maio 07, 2006

Arnaldo Bloch e o Ornitorrinco - Você já pensou qual a opinião que o ornitorrinco tem de você, Arnaldo?

Novamente o Arnoque me cita como personagem de sua crônica semanal. E, devido ao estado etílico em que nos encontrávamos durante a discussão lá narrada, a reprodução das idéias saiu um tanto distorcida e desencontrada e, por isso, sou obrigado a fazer as devidas correções.

O Arnoque estava tentando expor seu ponto de vista semelhante àquele do agente Smith em "Matrix", de que somos como vírus, que reproduzem-se tão desordenadamente que acabam destruindo o hospedeiro e a chance de se reproduzir ainda mais. Escapemos a esta longa discussão e pulemos direto ao que interessa. Em seu afã de aclarar para nós, ouvintes, todo seu universo íntimo e pessoal de idéias que somente podem ser comunicadas através deste frágil e impreciso meio que são as palavras, ele comparou a espécie humana ao defeituoso ornitorrinco, que tem que mamar sem ter bochechas, tem pelo e pés de pato, essas coisas todas. Foi aí que eu me revoltei (na verdade, estava discordando dele desde o início, mas em nível teórico, intelectual e espiritual, de uma maneira muito zen, que é um modo de dizer que eu não faço a menor idéia do que estávamos exatamente falando).

O ornitorrinco não é defeituoso. Ele mama sem bochechas porque a mãe libera o leite através de, digamos assim, uns poros (qualquer zoólogo poderá descrever melhor), e o filhote lambe o leite no pelo. O bico pato serve para ele desenterrar sua comida na lama dos pântanos onde vive e nada perfeitamente com seus pés de pato. Ele é um monotremado, o mais primitivo dos mamíferos, o que quer dizer que está por aí já há um montão de tempo, bem mais do que a gente e bem mais do que grande parte das espécies mais bonitinhas. No entanto, o Arnoque chamou-o de defeituoso não porque ele não funcionasse bem - mas pura e simplesmente porque ele era esquisito!

Foi aí que ele revelou seu preconceito ocidental, porque desde os gregos e Platão que nos acostumamos a pensar que o que é belo é bom. Por conseguinte, o que é esquisito e estranho aos nossos olhos é ruim, ou defeituoso. O que é uma traição a ele mesmo, já que o Arnaldo, como todos seus leitores já devem ter percebido, é obviamente um sujeito esquisito e estranho (assim como eu).

Mas como o Bauhaus nos ensinou, há beleza na funcionalidde. O ornitorrinco está perfeitamente adaptado ao seu ambiente. E tá lá há uns milhões de anos. Puskas era baixinho e gordinho, Maradona também, Garrincha tinha pernas tortas, uma 7 centímetros mais curta do que a outra. Arnaldo tira fotos dele mesmo fazendo caretas em seu espelho e publica em seu blog dizendo que está imitando Zacarias e Lawrence da Arábia. E todo esse pessoal fez sucesso.

Portanto, é este o verdadeiro ponto da discussão sobre o ornitorrinco. Por que o bicho seria defeituoso só por ser feio?

Você já pensou qual a opinião que o ornitorrinco tem de você, Arnaldo? (para justificar o título do post).

Urubu (http://arsgratiars.blogspot.com)

12 comentários:

Denise Sollami disse...

É isso mesmo, Urubu, o mundo é grande e tem lugar pra todo mundo, pro ornitorrinco e tb pro Arnaldo!

Ave disse...

Se você visse o quanto o Arnoque está pesando agora que ele parou de caminhar para terminar seu fabuloso romance sobre a família Bloch, você pensaria duas vezes antes de fazer tal comentário...

Denise Sollami disse...

ah, mas depois de publicado o livro ele vai mandar a conta do spa prá famiglia!

Ave disse...

Ele acaba de me mandar um e-mail dizendo que perdeu 2 quilos desde o campeonato de botão na sexta.

Denise Sollami disse...

então é capaz de perder 4 num jogo de sinuca!

Ave disse...

Literal ou metafórico?

Denise Sollami disse...

espero que em ambos os sentidos

Denise Sollami disse...

Urubu, quer dizer que vc perdeu 9 kg? Como vcs homens perdem fácil. Eu ralei horrores para perder os 5 kg que ganhei depois que parei de fumar. Três meses para perder 5 kg.

Ave disse...

Na verdade, foram dez. Ele está me diminuindo. Perdi-os de 1o. de janeiro até o começo de março, quando tive que dar uma parada para escrever o livro sobre Copa do Mundo que estou publicando agora no blog. Mas deu trabalho também. Ainda preciso perder 6 kg. Ganhei esse peso quando parei de fumar e terminei com a Vânia.

Denise Sollami disse...

ah, Urubu, mas foram 10 quilos, é peso pra caramba! Vc já carregou 10 quilos? E os perdeste em 3 meses, que diferença de mim, que perdi 5 kg em 3 meses. Sou a sua metade, olha só... Agora, mesmo que vc volte com a Vânia, não engorde. Os rapazes costumam engordar quando estão namorando. Aliás, gostaria de saber o porquê disso.

Ave disse...

Ainda preciso perder 6 quilos. Em minha vida adulta meu peso já variou de 67 a 104 quilos. A Vânia foi já há anos. Passei uns anos pesado por falta de vergonha na cara. A gente engorda porque sai muito para jantar acompanhado e mulheres querem comer toda hora e só um pouquinho, enquanto eu pelo menos só me sento pruma refeição completa.

Denise Sollami disse...

Hum, sei, sei, o chopp, a cerveja com os amigos, imagine, nada disso engorda. A companhia das mulheres é que engorda. Sei, sei...